Homens que amam demais

Fernanda Ferreira

O título desse texto pode causar certo estranhamento. Como assim homens que amam demais? O fato é que eles existem, sim! Desde que comecei a minha caminhada pela psicoterapia, tenho encontrado alguns deles pelo caminho, a idade é um mero detalhe, já encontrei recém saído da adolescência, adulto jovem, quarentões, cinquentões e pode ter certeza que é mais comum do que se imagina.

Muitas mulheres acreditam na premissa de que homem não presta, mas sou obrigada a discordar. Esses homens dos quais escrevo, cometem um grande erro. Deixam o amor próprio guardado, bem guardadinho que até esquecem que ele existe, para dar todo seu amor à mulher amada. Se vendam de uma forma que as consequências não são boas.

A mulher percebe e se beneficia, umas meio sem querer, outras conscientes do que estão fazendo. O fato é que a mulher pode se cansar desse amor todo e vai buscar outro amor. Talvez porque é tanto amor que a balança fica desequilibrada. Numa relação não adianta um só amar, um só doar e renunciar. É uma sociedade que cada um tem 50% de responsabilidade.

Por sua vez, o homem também pode se cansar de doar mais do que recebe, percebe que algo está errado, mas não sabe o que. Geralmente diz que fazer isso não é um problema. Fazer tudo pela mulher amada e não tem reconhecimento causa irritação, insatisfação sentimento de desvalorização e até mesmo baixa auto estima.

Costumo dizer que, numa relação saudável, você é feliz e a sua felicidade contagia o outro. Diferente do que grande parte das pessoas pensa, de que temos que fazer o outro feliz e que o outro tem que nos fazer feliz. Essa é uma responsabilidade que não pode ser imposta. Ser feliz é responsabilidade da própria pessoa. Se algo está causando insatisfação e/ou incômodo, o que eu preciso mudar?

Conheço muitos homens que amam demais, tanto na minha vida pessoal quanto na profissional. E confesso: adoro eles! Apesar de tudo são divertidos, sempre estão muito dispostos a fazer diferente e querem muito se amar mais.